por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Réveillon 2022: os destinos mais procurados pelos brasileiros

Rio de Janeiro, Recife e Salvador lideram a lista dos voos domésticos mais requisitados - turismo comemora números de 2021 e vê o setor com otimismo para o próximo ano

Destinos de praia lideram lista de destinos mais procurados para o réveillon
Destinos de praia lideram lista de destinos mais procurados para o réveillon Foto: Pexels/Divulgação

Tina Binido Viagem & Gastronomia

São Paulo

Ouvir notícia

Em um cenário diferente do ano passado, quando a pandemia da Covid-19 atingia um dos seus pontos mais altos, 2021 trouxe mais esperança em vários setores. Um deles, que ficou por meses operando de forma extremamente reduzida, foi o do turismo.

Ao longo do ano e com a aceleração da vacinação, os números começaram a se movimentar e o otimismo tomou conta de todos os players que o compõe o mercado. Os turistas, enfim, estavam voltando a circular.

Em novembro, no entanto, a descoberta da nova variante do coronavírus, Ômicron, trouxe mais uma vez insegurança, com cidades e capitais brasileiras cancelando a festa de Réveillon. Presente em mais de 50 países, ainda há pouca informação sobre sua letalidade.

Agora, com a chegada de dezembro, mês de férias, confraternizações e festas, não é difícil encontrar quem já não esteja planejando uma viagem. Um levantamento feito com base nas pesquisas de usuários do KAYAK, metabuscador de viagens, entre 1 de outubro e 22 de novembro, aponta um aumento significativo por viagens internas entre 27 de dezembro e 3 de janeiro.

Os voos domésticos mais requisitados, por ordem, são: Rio de Janeiro (RJ), Recife (PE), Salvador (BA), São Paulo (SP), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Florianópolis (SC), Porto Seguro (BA), Natal (RN) e João Pessoa (PB). A Cidade Maravilhosa, primeira colocada, tem expectativa de preencher 100% dos hotéis, segundo informou a Associação Brasileira de Indústrias de Hotéis.

Rio de Janeiro aparece em todas as pesquisas ouvidas pela CNN Viagem & Gastronomia como um dos destinos mais procurados para a virada / Getty Images

O exterior também é alvo dos brasileiros, que procuram aproveitar a oportunidade das fronteiras abertas. No mesmo período da pesquisa, entre os voos mais procurados estão: Lisboa (Portugal), Buenos Aires (Argentina), Cancún (México), Miami (Estados Unidos), Paris (França), Orlando (Estados Unidos), Santiago (Chile), Nova York (Estados Unidos), Madrid (Espanha) e Montevideo (Uruguai).

Já a empresa Decolar fez um levantamento que mostra o crescimento de 63% na busca por passagens aéreas para o fim do ano como um todo (Natal e Réveillon). Recife, Rio de Janeiro e Nova York estão no pódio dos mais procurados pelos clientes.

“Com a flexibilização das restrições, o avanço da vacinação e as divulgações sobre as medidas de segurança no turismo, as pessoas estão mais confiantes para viajar. Observamos esse movimento se ampliando nos últimos dias, com aumento em torno de 60% nas buscas para o período do Natal e de 116% para o Ano Novo. As pessoas estão se programando com mais antecedência e planejando viagens mais celebrativas e de autoindulgência”, diz Bruna Milet, diretora global de publicidade e institucional Brasil da Decolar.

Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, Recife e Salvador lideram, respectivamente, a lista para a virada do ano. Na procura do Natal, as cinco cidades mencionadas se repetem, mas em outra ordem de prioridade: em primeiro lugar Recife, seguido de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Florianópolis.

Mesmo com as restrições e burocracias para entradas impostas, os destinos internacionais seguem entre os top 10 de buscas de passagens aéreas na empresa, como Estados Unidos e Argentina. Para o Réveillon, Nova York, Orlando, Paris, Cancún e Buenos Aires são as cinco primeiras cidades do “ranking”.

Réveillon na Times Square, em Nova York, é um dos mais famosos do mundo. Cidade também integra a lista de mais procuradas pelos brasileiros / Pexels/Divulgação

Leia Mais:

 

Outra empresa referência no mercado de viagens, a Booking.com também revelou quais os destinos mais procurados na plataforma para as festas de fim de ano. Levou em conta as buscas realizadas entre 1 e 24 de novembro de 2021, para estadias entre 23 de dezembro de 2021 e 6 de janeiro de 2022.

As cinco cidades mais buscadas para o período foram de praia e estão localizadas nas regiões sul e sudeste do Brasil. São elas: Ubatuba (SP), Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC), Guarujá (SP) e Balneário Camboriú (SC).

A paixão dos brasileiros pelas praias não é novidade: outro levantamento recente da empresa, realizado em território nacional, demonstrou que até mesmo as sensações mais associadas às férias pelos turistas do país estão relacionadas ao litoral, como ouvir os sons das ondas ou sentir o cheiro do mar.

Além das cidades, a análise também revelou os cinco estados do Brasil mais buscados para o período de fim de ano. São eles, por ordem: São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais.

O setor em 2021

A alta na procura de viagens foi percebida durante todos os meses de 2021. A impressão do aumento do movimento em aeroportos, rodoviárias e estradas foi comprovada em números quando, ao longo dos feriados do ano, o Ministério do Turismo registrou a movimentação de milhões de brasileiros, que representou um crescimento expressivo em relação às mesmas ocasiões de 2020.

Em setembro deste ano, quando os números da pandemia no país abaixaram consideravelmente, o movimento de retomada começou a ganhar mais força.

Aeroportos do país registraram grande movimentação nos feriados de 2021 / Getty Images

No feriado do dia 7 de setembro, por exemplo, o Ministério do Turismo estimou que mais de 1 milhão de pessoas passaram pelos aeroportos do país. No feriado prolongado de 12 de outubro, o número cresceu um pouco: mais de 1,7 milhão de pessoas passaram pelos principais terminais aeroportuários. Na ocasião, os principais destinos turísticos do Brasil registraram taxas de ocupação acima dos 75%. Os destaques foram para Porto Seguro (BA), Ilhéus (BA), Jericoacoara (CE) e Porto de Galinhas (PE) que tiveram mais 90% de seus hotéis ocupados pelos turistas.

Já no feriado de Finados, no dia 2 de novembro, além do setor aéreo, que ultrapassou a marca de 2,1 milhões de passageiros, a hotelaria nacional também teve saldo muito positivo. Isso porque, os hotéis dos principais atrativos do país registraram taxas de ocupação acima dos 75%. Destinos como Foz do Iguaçu (PR), Poços de Caldas (MG) e Tutóia (MA) – porta de entrada para os Lençóis Maranhenses – atingiram ocupação máxima no período.

Por vias terrestres, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestres de Passageiros (Abrati), o feriadão de 12 de outubro teve uma alta de 30% na procura por viagens de ônibus em relação ao 7 de setembro. A estimativa era de que o setor terminasse o mês de outubro com números superiores aos registrados antes da pandemia, ultrapassando a marca de 2,7 milhões de passageiros transportados no período.

Caso fosse confirmada a expectativa, representaria um crescimento de 157% em relação ao mês de outubro de 2020, quando foram computados 1,07 milhão de viajantes nas rodovias do país. CNN Viagem & Gastronomia entrou em contato com a assessoria da Associação para confirmar se a expectativa se concretizou, mas ainda não obteve resposta.

O futuro otimista

Olhando para frente, o setor como um todo enxerga os próximos meses como muito promissores, e pesquisas comprovam que há, de fato, motivos para isso. Quase 60% dos viajantes latino-americanos já pretendem viajar entre novembro de 2021 e fevereiro de 2022, de acordo com a  Interamerican Network, agência de comunicação especializada em viagem, vem investigando os hábitos dos viajantes desde o começo da pandemia da COVID-19.

Já a pesquisa anual da Booking.com sobre “Previsões de Viagem” apontou que quase dois terços (63%) dos turistas globais querem compensar o tempo de férias que perderam neste período de pandemia.

Com os números da pandemia cada vez mais estabilizados (e com a torcida reforçada para que continuem assim), aos poucos, a vida do viajante vai retomando e os planos sendo feitos com mais segurança. Para quem ainda não se sente seguro em viajar, planejar faz parte do processo.

“Viajar melhora nossa qualidade de vida e atua diretamente em nossa saúde mental, reduzindo de forma direta o stress, a tristeza e até depressão. Ao viajar, você se torna psicologicamente mais saudável e se torna dono do seu tempo, sem pressões cotidianas, fazendo o que quiser e na hora que quiser. Viajar é ter a possibilidade de viver novas experiências, de estar em contato com o novo e isso expande nosso aprendizado e causa essa sensação boa.”, ressalta a psicóloga Gabriela Adriani.

“Mas quem pensa que isso só acontece no dia em que você embarca ao destino está enganado. A viagem começa exatamente no momento em que você inicia o seu planejamento. É muito saudável fazer planos. É por meio dele que podemos fugimos da realidade e sonhar, na esperança de que tudo o que estamos vivendo vai passar em sua totalidade”, finaliza.


Mais Recentes da CNN