por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Hotel de luxo JW Marriott desembarca em São Paulo no lugar do Four Seasons

    Com diárias a partir de R$1.600, primeiro empreendimento da marca na capital paulista chega com perfil corporativo de luxo e já registra alta demanda de solicitações de eventos

    Suíte Deluxe com duas camas de casal do novo JW Marriott, hotel com vistas para o Rio Pinheiros e para a cidade de SP
    Suíte Deluxe com duas camas de casal do novo JW Marriott, hotel com vistas para o Rio Pinheiros e para a cidade de SP Divulgação

    CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia

    São Paulo

    Ouvir notícia

    O letreiro que antes estampava Four Seasons em letras garrafais no alto do edifício de 28 andares de frente para a Marginal Pinheiros agora dá lugar a outro nome: “JW Marriott“.

    Inaugurado oficialmente nesta segunda-feira (2), o mais novo hotel de luxo de São Paulo ocupa as instalações do antigo empreendimento do grupo canadense, que deixou de operar na cidade em novembro de 2020 após dois anos aberto.

    Agora, o grupo Marriott International assume o número 14.401 da Avenida das Nações Unidas, na zona sul, endereço dentro do Parque da Cidade – complexo multiuso de 80 mil m² na Chácara Santo Antônio, com torres corporativas, prédios residenciais e shopping.

    Instalado em um núcleo empresarial, o JW Marriott, primeiro hotel da marca em São Paulo – a outra unidade brasileira fica no Rio de Janeiro -, está situado em meio aos grandes prédios comerciais envidraçados típicos da região, que abrange as avenidas das Nações Unidas, a Chucri Zaidan e a Berrini.

    Logo, o público-alvo do novo negócio se divide entre executivos de alto escalão durante a semana, como diretores e presidentes, e indivíduos a lazer nos fins de semana, turistas ou até mesmo moradores da capital paulista.

    As tarifas se iniciam na casa dos US$ 330 (cerca de R$1.638 na cotação atual) e vão até os US$ 5 mil para a Suíte Presidencial (aproximadamente R$ 24.820) – preços que podem alterar de acordo com a data da estadia.

    As suítes

    Ocupando os 14 primeiros andares do edifício – os outros 14 são destinados a apartamentos residenciais administrados por outra empresa -, o hotel possui ao todo 258 quartos, os quais são divididos em sete categorias.

    A menor delas, a Deluxe, possui 38 m², com vistas para a cidade ou para o rio Pinheiros. Já nas categorias mais luxuosas estão duas suítes JW Marriott e a única Suíte Presidencial, todas localizadas no 14º andar e com a possibilidade de serem reservadas para eventos privados.

    As suítes “JW” possuem 157 m², com sala e comunicação com outro quarto. Já a suíte presidencial tem 220 m², um minibar e uma pequena cozinha, e possui vistas privilegiadas para toda a marginal, podendo ser ligada a outros dois quartos adicionais.

    Os apartamentos ainda são pet friendly e kids friendly, pois podem ser adaptados para receber pequenos animais de estimação – como camas e comedouros para cachorros e gatos – e também famílias com crianças, que podem solicitar berço, cadeirinha e lixo antiodor.

    Para o futuro, inclusive, o hotel estuda oferecer pacotes day care para pets: enquanto os bichos recebem tratamentos fora do hotel, os pais de pet aproveitam a estrutura do empreedimento.

    Interiores e gastronomia

    O térreo é marcado por um amplo lobby com pisos de mármore e, mais aos fundos, por uma escada vermelha adornada com a cor dourada que leva os visitantes ao centro de eventos.

    O interior destaca-se por madeiras em tons mais escuros que se mesclam ao bege de objetos como estantes, cadeiras de espera, mesas e abajures. Obras de arte de Burle Marx e do pintor e designer paulistano Antônio Malta recheiam as paredes e os ambientes do empreendimento.

    Logo após a recepção fica o Caju Bar, figura central no saguão, que serve drinques refrescantes com ingredientes nacionais, a exemplo do chá gelado de tangerina com xarope da casca da laranja – drinque não alcoólico, a assinatura do local. O Caju funciona até 1h da manhã e terá música ao vivo duas vezes por semana, recebendo também não hóspedes.

    Adiante fica o Neto, restaurante italiano comandado pelo chef Ícaro Rizzo, que também assina o cardápio do Terraço Jardins, restaurante do Renaissance – hotel na Alameda Santos, nos Jardins, de bandeira Marriott.

    O amplo restaurante propõe pratos italianos com uma pegada brasileira, com receitas clássicas da cozinha italiana preparadas com ingredientes nacionais, sazonais e de pequenos produtores. Café da manhã, almoço e jantar são servidos por aqui.

    Uma stracciatella “abrasileirada” com azeite de manjericão, pó de azeitonas pretas e castanha do Brasil, risoto de alcachofras com pistache e farofa de pão, e uma sobremesa à base de milho (com bolo, sorvete da casa e pipoca com o cereal) são algumas das criações servidas pelo chef, de segunda a domingo.

    Vale ressaltar que o nome do bar e do restaurante e, basicamente toda a estrutura preexistente do Four Seasons, não foram modificados. Foram implementados mais dispositivos de segurança e, claro, os quartos e os andares ganharam o rosto do JW Marriott.

    Bem-estar e lazer

    A marca traz para a capital paulista o foco no bem-estar que é característica das unidades da JW Marriott espalhadas pelo mundo. Exemplo disso está no segundo andar, inteiro dedicado a esta filosofia, com facilidades de spa, academia e piscina.

    O spa é administrado pelo próprio hotel, o qual conta com 10 salas de tratamento e utiliza produtos de empresas brasileiras –  que também estão à venda na lojinha.

    Há ainda academia completa além de uma piscina semiolímpica aquecida entre 29 e 32°C que possui uma área indoor e outdoor – a parte externa conta com vista para marginal e área de guarda-sóis. Outras experiências, como estadias românticas e passeios, podem ser negociadas com a gerência.

    Retomada dos eventos no radar

    De olho no perfil corporativo dos clientes e também na retomada dos eventos presenciais, o hotel coloca à disposição um lounge executivo, espaço com café da manhã, snacks e bebidas não alcoólicas e alcoólicas (apenas após as 17h) com mesas e duas salas para trabalho remoto e reuniões.

    Salões de eventos também são um dos pontos altos do hotel, que, mesmo tendo pouco tempo de abertura, já espera um evento para 250 pessoas na semana que vem.

    Os eventos, inclusive, têm tido uma demanda surpreendente aos olhos do hotel neste começo, superando as expectativas, como diz Lidiane Andreatta, diretora de vendas e marketing da JW Marriott no Brasil.

    E o que fará o JW Marriott perdurar na cidade em contraposição ao passado do local? “O poder da marca tem muita força para este hotel poder dar certo”, aposta Lidiane. Segundo ela, o primeiro dia em que o canal de vendas foi aberto para a unidade, o JW Marriott São Paulo recebeu cerca de 170 solicitações de reservas do Marriott Bonvoy, programa global de viagens e experiências do grupo.

    JW Marriott São Paulo
    Torre Hotel – Av. das Nações Unidas, 14401 – Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP
    Tel.: (11) 2526-0100
    Reservas via site.


    Mais Recentes da CNN