por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Expresso Turístico por ferrovias de São Paulo volta a receber passageiros

Trem da CPTM, que realiza passeio cultural pela malha ferroviária do estado, retorna aos trilhos a partir de 8 de agosto

Ouvir notícia
Locomotiva e vagões do Expresso Turístico na Estação da Luz, em São Paulo (Foto: divulgação/CPTM/Agência Brasil)

Após cerca de um ano e meio paralisadas em razão da pandemia de Covid-19, as viagens do Expresso Turístico da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) voltam a ser realizadas a partir de domingo, 8 de agosto. Por enquanto, o serviço será retomado apenas para o trajeto à Paranapiacaba, vila de arquitetura inglesa na Serra do Mar pertencente a Santo André, na Grande São Paulo.

As primeiras viagens após o hiato vão ocorrer nos dias 8 e 22 de agosto e 5 e 19 de setembro, já que são exclusivas para aqueles que adquiriram o bilhete antes da pandemia e não pediram reembolso. Segundo a CPTM, a previsão é que sejam necessárias 13 viagens para atender todas as 1.350 pessoas que possuem um bilhete válido.

Leia mais
Casarão histórico na avenida Paulista, em SP, pode abrigar novo Museu da Gastronomia
Theatro Municipal de São Paulo ganha novo tour virtual interativo
Viaje de trem por paisagens incríveis sem sair de casa
Cinco indicações de sanduíches diferentes em São Paulo

Jundiaí e Mogi das Cruzes também fazem parte dos destinos do Expresso Turístico, mas não há previsão de retorno das viagens para as duas cidades. A CPTM informa através de nota em seu site que estuda a possibilidade de fazer ainda neste ano as duas viagens com o Expresso para Jundiaí, aos sábados, para contemplar as pessoas que possuem uma passagem.

Por enquanto, novos bilhetes ainda não serão disponibilizados. De acordo com a CPTM, as viagens regulares estão suspensas até a lista de passageiros com passagens válidas ser zerada.

O Expresso

Inaugurado em 2009 pela CPTM junto da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o Expresso Turístico é um serviço ferroviário que tem por objetivo integrar e difundir pontos de interesse históricos e turísticos ao longo da malha ferroviária. Com destinos para Paranapiacaba, Jundiaí e Mogi das Cruzes, os trajetos são feitos nos mesmos trilhos que impulsionaram o desenvolvimento de São Paulo a partir da segunda metade do século XIX, firmando-se como um passeio cultural que resgata o passado ferroviário paulista.

A viagem é feita a bordo de um trem formado por dois carros de aço inoxidável fabricados no Brasil na década de 1960, levando um charme nostálgico aos passageiros. Os vagões, que possuem monitores com informações históricas ao longo do caminho, são tracionados por uma locomotiva a diesel.

Trajetos

Paranapiacaba, em São Paulo. (Foto: Getty Images)

Aos finais de semana, a partir da Estação da Luz, em São Paulo, os roteiros do Expresso Turístico são feitos com destino para Jundiaí, Mogi das Cruzes e Paranapiacaba. O trajeto para Paranapiacaba é feito ao longo de cerca de 48 km por meio da Linha 10-Turquesa. Integrante do município de Santo André, no ABC paulista, a vila possui arquitetura inglesa e testemunhou a fase de expansão das ferrovias brasileiras. Por ali, é possível visitar a segunda locomotiva mais antiga do Brasil em operação no Museu do Funicular, que integra o acervo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF).

Para Jundiaí, o trem percorre 60 km pela atual Linha 7-Rubi, trecho ferroviário mais antigo do estado ainda em operação, inaugurado em 1867 pela extinta São Paulo Railway. Primeira ferrovia de São Paulo, ela foi construída para levar, principalmente, o café produzido na região de Jundiaí até o Porto de Santos. Na cidade há o Museu Ferroviário da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, que reúne livros, periódicos, fotos e documentos históricos. A região também guarda fazendas e vinícolas.

O trajeto para Mogi das Cruzes é feito por cerca de 50 km pela Linha 11-Coral, em que a cidade possui o Roteiro Ecocultural, que inclui o Parque Centenário e o Centro Histórico, ou ainda o Roteiro Rural, que contempla o Orquidário Oriental e o Mosteiro dos Monges Beneditinos.


Mais Recentes da CNN