por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Arranha-céu em Nova York oferece escalada a mais de 100 andares acima do chão

    Visitantes sobem escadas e param em plataformas com vistas deslumbrantes para a cidade com o City Climb, novo passeio do 30 Hudson Yards, em Manhattan

    Presos em cabos de segurança, visitantes sobem escadas e param em plataformas na lateral externa de um dos maiores edifícios de Nova York
    Presos em cabos de segurança, visitantes sobem escadas e param em plataformas na lateral externa de um dos maiores edifícios de Nova York Divulgação/The Edge

    Saulo Tafarelodo Viagem & Gastronomia

    Ouvir notícia

    Nova York é uma das cidades que mais concentra arranha-céus no mundo todo e não tem como negar que uma boa maneira de vislumbrar a metrópole é, sem dúvida, nas alturas. Porém, além de decks de observação a centenas de metros do chão, que tal adicionar uma pitada de adrenalina e escalar a fachada de um dos maiores prédios dos Estados Unidos?

    É o que o 30 Hudson Yards pode proporcionar aos visitantes. Localizado em West Side, em Manhattan, o prédio de 395 metros de altura passa a oferecer o City Climb, passeio que compreende escalar o exterior do arranha-céu a mais de 100 andares acima do nível da rua.

    Acompanhados por guias treinados, pequenos grupos de até 8 pessoas atravessam uma série de plataformas e escadas ao ar livre no topo do edifício acima do Edge, plataforma de observação ao ar livre mais alta de todo o Ocidente. Os corajosos são trajados de equipamentos de segurança e presos por dois cabos ligados a um carrinho que se move junto do visitante.

    A experiência, que chega a durar até duas horas, garante vistas impressionantes para todo o horizonte de Nova York, em que os “alpinistas” podem ainda se inclinar sobre as bordas abertas do edifício sem nenhuma barreira à frente.

    Considerada “a mais alta escalada a céu aberto de um prédio no mundo”, a nova atração passa a funcionar a partir de 9 de novembro – um dia após a prevista reabertura das fronteiras dos Estados Unidos.

    Como funciona

    Após devidamente trajados com os aparelhos de segurança, os visitantes sobem 32 degraus de uma base até um precipício, em que podem olhar para a rua logo abaixo de seus pés a 362 metros de altura.

    Os escaladores sobem então 161 degraus em uma inclinação de aproximadamente 45 graus na lateral do topo do edifício até chegarem a uma altura de cerca de 387 metros, onde os corajosos têm a oportunidade de se inclinar e pairar sobre uma plataforma.

    Ao todo, de acordo com informações oficiais, são mais de 370 degraus ao longo da experiência, incluindo subida e descida.

    O custo do pacote é de US$185 (aproximadamente R$1.025,00 na cotação atual) que, além do City Climb, dá direito a entrada na plataforma Edge e ainda uma foto digitalizada.

    Plataforma de observação

    O arranha-céu 30 Hudson Yards faz parte do empreendimento imobiliário Hudson Yards, projeto em West Side, em Manhattan, que abrange a expansão de linhas férreas e a construção de edifícios comerciais e residenciais.

    Sexto edifício mais alto de toda Nova York, o 30 Hudson Yards abriga o Edge, que se estende a 24 metros do centésimo andar, e compreende uma visão completa do horizonte da cidade.

    Os vidros que cercam a plataforma tem uma inclinação para o lado externo, o que aumenta a emoção, e chãos de vidro com visão para a rua ficam espalhados pela área.

    Vale ressaltar que outros pontos de observação da cidade têm sido abertos recentemente, junto a outros locais já clássicos. Os mais famosos são os observatórios nos últimos andares do Empire State Building, com uma área ao ar livre no 86º andar, e o Top of The Rock, no Rockefeller Center, com vistas para o Central Park no 70º andar.

    Recentemente, o One World Trade Center abriu um observatório high-tech no 100º andar do prédio, a mais de 380 metros do chão, assim como o One Vanderbilt, que inaugurou o Summit One Vanderbilt, atração cheia de vidros e pontos de observação ao ar livre nos últimos andares dos 427 metros do edifício.


    Mais Recentes da CNN