por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Foz do Iguaçu oferece passeios com segurança e acessibilidade para cadeirantes

Visitar as Cataratas, aproveitar um dia de compras no Paraguai e ainda comer uma verdadeira parrilla na Argentina. Nossa colunista Ketly Vieira entrega todos os detalhes de sua viagem para Foz

Foz do Iguaçu é um destino bem preparado para atender turistas cadeirantes
Foz do Iguaçu é um destino bem preparado para atender turistas cadeirantes Arquivo pessoal

Ketly Vieira do Viagem & Gastronomia

Ouvir notícia

Um passeio acessível e que ainda possibilita visitar outros dois países vizinhos: Paraguai e Argentina. Se animou? Confira a seguir o roteiro que fiz em minha última viagem a Foz de Iguaçu, no Paraná.

 

Dia da Chegada

Chegamos a Foz do Iguaçu na sexta-feira pela tarde e já havíamos contratado o transfer com a empresa Loumar, que estavam nos esperando pontualmente no aeroporto com uma van adaptada com elevador para nos levar ao hotel. Ficamos hospedados no Hotel Bella Itália em um quarto adaptado, espaçoso e com cadeira de banho, previamente solicitado no momento da reserva.

Ketly Vieira contratou transfer e transporte para os passeios antes de embarcar ao destino, com empresa que oferece van com elevador / Arquivo Pessoal

No mesmo dia em que chegamos, fomos ao espetacular show de luzes na Barragem da Usina de Itaipu à noite.Todo acessível, começa com um passeio de ônibus adaptado e tem rampa de acesso para chegar ao local onde assistimos ao show. Além disso, eles explicam sobre a barragem e colocam uma emocionante música. O banheiro também é adaptado.

A iluminação acontece às sextas e sábados, às 19h30. O ingresso deve ser comprado antecipadamente no site e pessoas com deficiência pagam meia-entrada.

Para finalizar, jantamos no restaurante do Hotel Bella Italia, onde estávamos hospedados. No menu, um delicioso rodízio de massa, com uma variedade incrível de queijos.

Primeiro Dia

Para quem gosta de fazer compras a dica é ir para Ciudad Del Este, no Paraguai / Acervo Pessoal

Aproveitamos que era sábado – um dia mais tranquilo – para visitar a Ciudad Del Este, no Paraguai. Cidade que faz fronteira com o Brasil, é necessário apresentar apenas um documento brasileiro para entrar.,

Nossa primeira parada foi no Shopping Del Este, onde encontramos uma grande variedade de produtos de tecnologia, perfumaria e objetos para casa. Em seguida, pegamos o elevador e saímos rumo ao Shopping Paris.

O caminho até lá não foi muito fácil. Para quem não conhece, a Ciudad Del Este, na região das lojas, possui muitas ladeiras, calçadas estreitas e com degraus. Mas para mim, não foi nada de outro mundo, só precisou de uma forcinha na cadeira de rodas.

O Shopping Paris é muito parecido com os brasileiros, com grandes lojas e praça de alimentação. No 3º andar, a loja mais famosa é o Shopping China, que possui dezenas de departamentos que vendem desde vinhos e comidas importadas, a eletrônicos, óculos, maquiagem, perfumes, brinquedos e roupas. Vale lembrar que os preços são em dólar, então é preciso pesquisar antes de comprar.

Detalhe importante: os dois shoppings possuem elevador e banheiro adaptado dentro do banheiro comum.

Na volta ao Brasil, aproveitamos para conhecer a Churrascaria Búfalo Branco, que possui rampa de entrada, mesa que encaixa a cadeira e, o melhor, uma carne que eu nunca mais vou esquecer e um atendimento que me fez sentir em casa.

Segundo Dia

No Parque das Aves – parque que faz um lindo trabalho de preservação das aves da Mata Atlântica – uma boa surpresa: o local possui acessibilidade em todo o seu percurso, além de banheiro adaptado. Ali, os visitantes têm a oportunidade de viver uma experiência imersiva de conexão com os animais. Uma atração indispensável.

No Parque das Aves e possível interagir com os animais / Acervo Pessoal

Após o Parque das Aves, partimos para a grande estrela de Foz, o Parque Nacional do Iguaçu, onde ficam as famosas e impactantes cataratas. O parque concentra o maior conjunto de quedas d’água do mundo! Ou seja, nem preciso dizer que é “obrigatório” conhecer.

O parque é muito bem preparado para receber pessoas com deficiência e idosos. Possui rampas, elevadores, ônibus e banheiro adaptado e até uma espécie de bondinho para o Macuco Safári, uma das atrações do parque. A vista é linda, a conexão com a natureza nos renova e mesmo de cadeira de rodas dá para aproveitar bem o passeio.

Uma dica é almoçar no Restaurante Porto Canoas, dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Além da ótimo comida, uma vista incrível das Cataratas  te espera. Para ambos os parques, a melhor opção é comprar os ingressos com antecedência via site – o que evita longas filas.

Para fechar o dia, fomos jantar no Rafain Churrascaria Show e adoramos. O ambiente é muito animado e preparado para receber cadeirantes, com entrada plana e mesas com boa altura. Com um valor único, é possível comer à vontade – a comida é supersaborosa – a ainda assistir aos shows de músicas típicas. Compramos o jantar no site com antecedência.

Terceiro Dia

Usina de Itaipu oferece passeio para conhecer sua história e estrutura / Acervo Pessoal

Resolvemos fazer um passeio completo na Usina de Itaipu e conhecer todas as suas atrações. A Barragem de Itaipu é uma enorme barragem hidroelétrica no rio Paraná, entre o Brasil e o Paraguai, e visitá-la nos trouxe muito conhecimento sobre a construção, operação e divisão entre os países – e ainda aproveitamos para conferir uma linda vista do Mirante Central.

A Usina é superinteressante e o trajeto é feito com ônibus adaptado com rampa.

Quarto Dia

Fomos até Puerto Iguazu, simpática cidade no país dos nossos hermanos, a Argentina. Fronteira com o Brasil, é ótima para comprar doce de leite, vinhos argentinos, azeites e alfajores. Uma vez por lá, aproveite para saborear uma verdadeira parrilla argentina no almoço.

Como ninguém resiste a umas comprinhas, passamos a tarde no Duty Free Puerto Iguazu, onde encontramos perfumes, bebidas, chocolates, eletrônicos e muito mais. Para entrar, estacionamento com acessibilidade, elevadores e banheiros.

Na volta aproveitamos para conhecer o Marco das Três Fronteiras, que tem uma linda vista dos três países: Brasil, Paraguai e Argentina, vale muito a pena assistir ao pôr do sol.

Quinto Dia

Fomos conhecer as Cataratas Argentina, e se o lado brasileiro é bonito, o lado argentino é muito mais. O passeio dura o dia todo e é bem cansativo e a melhor alternativa é contratar um guia de turismo.

Saímos bem cedo do hotel e paramos em uma casa de câmbio para que pudéssemos fazer o Câmbio, pois o parque aceita apenas peso argentino (moeda local).

As Cataratas Argentinas é passeio inesquecível e no parque tem duas trilhas acessíveis / Acervo Pessoal

Para os cadeirantes, o parque disponibiliza uma cadeira de rodas mais reforçada, mas eu preferi usar a minha mesmo. O chão é de pedrinhas e em alguns lugares tem uma plataforma de ferro, mas não tive nenhum problema. Das cinco rotas disponíveis, fizemos as duas que são acessíveis.

O passeio começa de trem, que oferece, no ultimo vagão, lugar para acomodar e prender a cadeira de rodas. O trajeto corta todo o parque e nos leva para perto da Garganta do Diabo, onde começa a caminhada ou “rodada” no meu caso. Chegamos perto das Cataratas e levamos um banho com os chuviscos, que foi emocionante, pois ali sentimos realmente a força do universo.

Voltamos no trem e mais caminhada na segunda trilha, que é imensa e linda. No parque, os banheiros acessíveis são dentro do banheiro comum.

A minha viagem terminou, mas fiquei com gostinho de quero mais. Como faço os passeios mais devagar, sem tanta correria, faltaram algumas atrações na cidade, como o Museu de Cera, o Vale dos Dinossauros, Coleção Maravilhas do Mundo e Dreams Ice Bar, Cassino Iguazú, Passeio de helicóptero nas Cataratas, Mesquita Muçulmana e o Templo Budista. Não vejo a hora de fazer um tour completo por Foz do Iguaçu!


Mais Recentes da CNN