por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Os bares prediletos de Daniela Filomeno em São Paulo

    De botequins clássicos a balcões de alta coquetelaria ou speakeasies concorridos, o que não faltam são boas opções de bares na cidade. Confira minha lista atualizada e inspire-se para fazer seu próprio roteiro

    Daniela Filomeno no Bar dos Arcos, bar que fica no subsolo do icônico Theatro Municipal de São Paulo
    Daniela Filomeno no Bar dos Arcos, bar que fica no subsolo do icônico Theatro Municipal de São Paulo CNN Viagem & Gastronomia

    Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

    São Paulo

    Ouvir notícia

    Uma das cidades mais badaladas no cenário gastronômico mundial, São Paulo também é o local que chamo de casa. E é na cidade de mais de 12,3 milhões de habitantes que vemos bares se multiplicando pelas ruas – a maioria no centro da capital paulista, região que nos reserva verdadeiras joias da coquetelaria brasileira.

    Casas recém-inauguradas e outras tradicionais que operam há décadas convivem lado a lado e ajudam a criar um ambiente propício para a criatividade – e gula! – fluir.

    São muitas opções de bares dos mais diferentes estilos: os que carregam a alma de botequins clássicos, os premiados internacionalmente e até os speakeasy – aqueles escondidinhos e misteriosos, geralmente sem muitas informações, mas que são descobertas fascinantes.

    Como amante de drinques bem feitos e comidinhas para comer com as mãos e compartilhar com os amigos, não poderia deixar de compartilhar a lista atualizada dos meus bares prediletos em São Paulo.

    A seleção a seguir possui 10 estabelecimentos e contempla bares recentes que já viraram meus queridinhos e outros que tenho comigo desde sempre. Com dúvida de onde pedir um bom drinque e de quebra petiscar algo saboroso? Confira as dicas a seguir e monte seu próprio roteiro:

    Bar Bagaceira

    Famoso bolovo da casa com um Haiboru Bagaceira ao fundo / Daniela Filomeno

    O Bagaceira fica na esquina da rua Frederico Abranches com a Jesuíno Pascoal – a mesma onde do agito promovido pelos Koya88, Elevado Bar e Cervejaria Central. Inaugurado em agosto de 2021 pela chef Viviane Mello, o bar é como um boteco bem característico com comidinhas diferentes de lamber os dedos e com drinques deliciosos.

    A cozinha fica aos cuidados de Vivi ao lado de Thiago Maeda e, uma vez aqui, é quase obrigatório experimentar o bolovo de porco e morcilla, que vem com um ovo bem fotogênico por dentro. Admito que tenho um caso de amor por este salgado.

    Entre os drinques, assinados por Thiago Pereira, há clássicos de boteco, como o macunaíma (R$ 29) e o rabo de galo, até os autorais da casa, como o haiboru bagaceira – que vem com cynar, vinagre de pitanga, calda de hortelã, cítricos e água com gás. Dica: é uma delícia pedir um Haiboru para acompanhar o bolovo.

    Rua Frederico Abranches, 197 – Vila Buarque, São Paulo – SP / Tel.:: (11) 2691-1884 / Funcionamento: terça-feira a sábado das 12h às 23h30; domingo das 13h às 19h; fechado no último domingo do mês. Não aceitam reservas.

    The Punch Bar

    The Punch Bar
    Exterior do The Punch bar, no melhor estilo speakeasy no bairro do Paraíso / Daniela Filomeno

    A poucos passos da Avenida Paulista, na rua Manoel da Nóbrega, fica o The Punch Bar, que nos leva a uma viagem ao Japão através de um bar speakeasy – daqueles que beiram o segredo e deixam um de ar mistério do lado de fora. Depois de feita a reserva, tocada a campainha e aberta a porta, o interior revela um bar no melhor estilo pub japonês.

    Dentro há um bar refinado, com balcão de madeira e bebidas diversas expostas em prateleiras. Aqui sobressaem a técnica e o jeito como são feitas as criações: há uma precisão interessante no aroma e no sabor que se vê tanto nas comidinhas quanto nos drinques autorais e clássicos. Dica: experimente coquetéis à base de yuzu – o cítrico japonês.

    O proprietário, Ricardo Tooru Miyazaki, planejou o bar após uma ida ao Japão, pois queria encontrar um diferencial para ser colocado em prática aqui no Brasil com foco na hospitalidade. Deu certo. Mas atenção: o atendimento só funciona mediante reservas.

    Rua Manuel da Nóbrega, 76 – loja 17 – Paraíso, São Paulo. Tel.: (11) 97342-3186. Funcionamento: segunda a sexta-feira das 18h às 24h; sábado das 17h às 24h; não abre aos domingos e feriados. Reservas via WhatsApp.

    Rabo di Galo

    Interior do Rabo di Galo, bar envolvido e inspirado pelo jazz no Rosewood São Paulo/ Divulgação

    O Rosewood São Paulo mal inaugurou e já foi considerado um dos destaques entre os 100 novos melhores hotéis do mundo – único brasileiro na lista da renomada revista Travel+Leisure. Se não bastasse, possui um bar que já virou um dos meus prediletos na capital.

    O Rabo di Galo é um bar embalado por jazz com drinques autorais e clássicos e petiscos brasileiros que realiza pocket shows de terça a domingo. O design do bar foi inspirado nos clássicos clubes de jazz da década de 1930, com móveis de couro, madeiras escuras e iluminação indireta que cria uma atmosfera íntima.

    Do cardápio, croquetas de camarão e o muito falado bolovo de frango e caviar são destaques – mas todos os itens são uma delícia.

    Entre os drinques autorais e clássicos, duas versões do tradicional rabo de galo estão presentes: um que leva cachaça Princesa Isabel Jaqueira, vermute seco, vermute bianco, goiaba, Cynar 70 e outro que leva cachaça Princesa Isabel Amburana, rum Bacardí 4, vermute tinto, Jerez Oloroso.

    Rosewood São Paulo Rua Itapeva, 435 – Bela Vista, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3797-0500. Funcionamento: aberto todos os dias das 18h à 1h – conta com programação musical de terça a domingo.

    Vaca Véia

    A casa no Itaim Bibi tem um clima bem descontraído que nos deixa à vontade e que segue um dos lemas do bar: “À vida muito bem vivida”. Se essa descontração é acompanhada de uma cerveja bem gelada, característica da casa, então melhor ainda – escolha sua marca preferida e mate a sede.

    Inaugurado em 2005, o local logo se tornou um dos bares mais conhecidos de São Paulo. Aberto todos os dias também para o almoço, os PF’s têm preços a partir de R$ 43,90 – também há a tradicional feijoada de quarta e sábado.

    É a partir da happy hour que as mesas começam a ficar juntinhas e as comidinhas saem da cozinha. No menu, os petiscos incluem mini acarajés, saladas, coxinha, bolinhos de camarão, escondidinho e sanduíches. Uma boa variedade de drinques, coquetéis e caipirinhas fazem bonito.

    Rua Manuel Guedes, 199 – Itaim Bibi, São Paulo – SP. Tel.: (11) 3073-1292. Funcionamento: segunda a domingo das 11h à 1h. 

    Infini Bar

    “Uma viagem no tempo-espaço”. É assim que o Infini Bar se descreve nas redes sociais – e é assim que nos sentimos dentro do ambiente todo revestido de espelhos. É um bar estilo speakeasy nos fundos do tradicional restaurante francês La Casserole, no Largo do Arouche.

    É necessário passar pelo salão principal do restaurante e seguir em direção à cozinha, onde uma porta lateral nos leva ao bar secreto. Os elementos e os materiais foram escolhidos para remeter ao contraponto do clássico e contemporâneo, como a ambientação semelhante dos antigos halls parisienses espelhados junto de luzes de LED.

    Entre as pedidas, drinques clássicos também se sobressaem, como penicillin, gold and apple sour e daiquiri. Já as comidinhas seguem uma influência do próprio La Casserole: cones crocantes de steak tartare, carolinas recheadas com patê de foie gras e croquetes de cordeiro.

    Largo do Arouche, 346 – República, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3331-6283. Funcionamento: quarta-feira das 19h às 24h; quinta-feira das 19h à 1h e sexta e sábado das 19h às 2h. Não aceitam reservas.

    Bar do Cofre

    Instalado em um espaço tombado no Centro de São Paulo, lances de escada abaixo do icônico Farol Santander nos levam a um ambiente guardado a sete chaves atrás de grades de aço. É o Bar do Cofre, dos mesmos donos do SubAstor, local para lá de elegante – e concorrido – dentro dos antigos cofres do Banco do Estado de São Paulo.

    É muito interessante pensar que os ambientes eram realmente cofres ativos no passado que guardavam itens valiosos da nata paulistana. Foram mantidas as características originais, como portas circulares de concreto e aço reforçado, além de pisos e paredes de mármore e móveis de época.

    Defino o local como histórico e ao mesmo misterioso, imperdível de se aproveitar ao lado de um drinque de açaí que é uma das especialidades da casa – peça ao bartender qualquer drinque clássico e ele atenderá. Entre as comidinhas, aposte nas croquetas de pupunha, com Serra da Canastra e limão siciliano. É um superprograma.

    Rua João Brícola, 24 – Centro – No subsolo do Farol Santander. Tel.: (11) 99802-5076. Funcionamento: quarta e quinta-feira das 16h às 24h; sexta das 16h à 1h; sábado das 14h à 1h e domingo das 14h às 20h. Reservas via site.

    Bar dos Arcos

    Já imaginou entrar em um cenário turístico e cultural e encontrar ótimos drinques, comida e boa música? Assim é o Bar dos Arcos, que fica logo abaixo de um dos palcos mais extraordinários do Brasil, o Theatro Municipal. Era literalmente um espaço abandonado no subsolo que foi revitalizado pelo empreendedor Facundo Guerra, que possui vários projetos na cidade.

    O interessante é que Facundo tenta modernizar espaços de São Paulo que estão na nossa memória e, a partir deles, criar uma nova identidade. O Bar dos Arcos é um deles: o mais bacana é que tudo gira em torno dos arcos, que são de 1911. Eles são feitos de gordura de baleia, areia e conchas e toda a estrutura existe para preservar essa história.

    Além de toda a beleza do local, o cardápio também é recheado de coisas boas: entradinhas, pratos e, claro, coquetéis caprichados fazem parte do menu. Assim, com o tempo, tornou-se um dos lugares mais badalados do centro – é de praxe ter filas de espera.

    Minha dica na casa é experimentar a saborosa coxinha de pato, que acompanha geleia de laranja com gengibre e pimenta dedo de moça. Os drinques são um capítulo à parte: há os autorais, como o Tupi or not Tupi, com cachaça branca, suco de limão, mel com tucupi e açúcar, assim como releituras e clássicos.

    Theatro Municipal de São Paulo, Praça Ramos de Azevedo, s/n – República, São Paulo – SP. Tel.: (11) 98456-8732. Funcionamento: terça e quarta-feira das 18h à 1h; quarta e quinta-feira das 18h às 2h e sábado das 18h às 3h. Reservas via WhatsApp para grupos de cinco a oito pessoas.

    Elevado Bar

    Daniela Filomeno no Elevado Bar, bar de vinhos na Rua Jesuíno Pascoal / CNN Viagem & Gastronomia

    O Elevado é um wine bar bem na frente do Bagaceira e do Koya88, na agitada rua Jesuíno Pascoal, no centro. O ambiente é agradável e a ampla carta de vinhos – muitos deles para pedir em taça – impressiona. Aqui, podemos começar já com um vinho de excelência, o Manzanilla, de Jerez, servido em 60ml.

    A proposta da casa é trazer vinhos refinados de vários lugares e disponibilizá-los em um cardápio interessante. Entre as pedidas, comidinhas também satisfazem, como a azeitona kalamata e o gostoso pantumaca – pão tostado, purê de tomates e anchovas.

    Rua Jesuíno Pascoal, 16 – Consolação, São Paulo – SP. Tel.: (11) 99234-0145. Funcionamento: terça a sexta-feira das 18h à 0h; sábados das 13h à 0h e domingos das 13h às 18h. Reservas via telefone.

    Fel

    É como uma pérola no centro de São Paulo, em meio à área comercial de restaurantes e lojas no térreo do icônico Copan. Pelo tamanho reduzido e qualidade do serviço, prepare-se: é um dos bares mais disputados da cidade.

    O salão íntimo fica geralmente lotado e se destaca por um grande balcão de mármore que percorre o recinto – e onde somos servidos com drinques espetaculares.

    O interessante do Fel é que é um bar realmente muito focado nos coquetéis: as comidinhas são bem limitadas e não há reservas. É um bar-balcão que leva o serviço e a qualidade ao pé da letra.

    Na casa, sempre peço um drinque com gim refrescante e deixo o resto nas mãos do bartender. É uma dica para se surpreender.

    Edifício Copan, Avenida Ipiranga, 200 – Térreo, 69 – República, São Paulo – SP. Funcionamento: aberto todos os dias; de segunda a quinta-feira das 17h às 24h; sexta das 17h à 1h; sábado das 12h à 1h e domingo das 14h às 22h. Não aceitam reservas.

    Bar Original

    Tradicional desde 1996, o Bar Original, em Moema, é um daqueles bares que não deixa o chope faltar na mesa. O ambiente remete a um clássico brasileiro, com paredes de azulejo e pisos característicos de ladrilho hidráulico.

    Clássico também é seu cardápio: aqui é servido o caldinho de feijão, o bolinho de bacalhau, a besteira de torresmo, canapé com torresminhos de barriga de porco prensada com molho barbecue de pimenta biquinho, e uma tradicional feijoada aos finais de semana.

    Rua Graúna, 137- Moema, São Paulo – SP. Tel.: (11) 2299-5336. Funcionamento: segunda e terça-feira das 17h às 24h; quarta e quinta das 17h às 1h; sexta das 17h às 2h; sábado das 12h às 2h; domingo das 12h às 19h. Reservas via site.


    Mais Recentes da CNN