por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Onde comer na montanha em Courchevel e região?

    Maior área esquiável do mundo, região dos Alpes reserva mais do que baixas temperaturas e lindas vistas: sua gastronomia estrelada utiliza ingredientes locais e satisfaz os mais diferentes gostos

    Daniela Filomeno em Courchevel, nos Alpes Franceses
    Daniela Filomeno em Courchevel, nos Alpes Franceses Acervo pessoal

    Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

    Courchevel, França

    Ouvir notícia

    Maior área esquiável do mundo, o chamado Les Trois Vallées (os três vales) abriga os lugares mais disputados do Alpes Franceses. A região é muito famosa pelo esqui, afinal são 335 pistas, mas também outro atributo combina apetitosamente com as temperaturas abaixo de zero: sua excelente gastronomia, principalmente em Courchevel, estação com a maior concentração de restaurantes estrelados do mundo.

    Mesmo os não estrelados, como chalés na montanha ou até os mais agitados, com música, dançarinos e tudo que o après-ski pede, acompanham a qualidade ímpar desta região de cordilheira da França.

    Além das boas cozinhas, Courchevel e região possui uma grande vantagem: por ser uma estação planejada, é possível chegar na maioria dos restaurantes para almoçar com lift (semelhante ao teleférico), sem necessidade de esquiar, e outros são acessíveis até de carro – mesmo os que ficam em altitudes mais elevadas. Assim, ninguém perde a oportunidade única que é comer com vistas para as montanhas cheias de neve.

    A seguir, indico os meus restaurantes prediletos para almoçar em Courchevel, Méribel e Saint-Martin de Belleville, em que todos têm menu bem amplo com opções para carnívoros e vegetarianos, com comida da montanha (fondue, raclete, charcutaria…) até a cozinha internacional. E não me esqueci das cartas de vinho, que são excepcionais.

    Além das sugestões, a dica é sempre reservar uma mesa com antecedência, pois na temporada (que vai de novembro a abril) é praticamente impossível sentar sem reservas.

    Courchevel

    La Cave des Creux

    O La Cave des Creux é um dos meus restaurantes preferidos de Courchevel. O cardápio é uma mescla de cozinha internacional, mas traz ainda o toque da montanha para os pratos. Um dos lugares mais gostosos da região, oferece boas opções para compartilhar, como a burrata cremosa acompanhada de tomates cerejas e molho pesto e também o tartar de avocado com king crab.

    Entre os pratos, estão a vitela com foie gras e purê de trufas, o entrecôte de angus acompanhado de batatas fritas, entre outras deliciosas opções. A área externa é agitada e ideal para curtir o dia com uma linda vista da montanha.

    La Soucoupe

    O La Soucoupe é o primeiro restaurante da montanha de Courchevel. Especializado na brasa, tem ótimas opções de cortes de carne, como entrecôte argentino ou t-bone de vitela. Ainda assim, oferece deliciosas opções vegetarianas, como o queijo local derretido e o risoto de trufas. Para chegar através das pistas, o acesso é feito pelo lift Col de la Loze e, se você não estiver esquiando, poderá caminhar pela neve.

    Bagatelle Courchevel

    O Bagatelle abriu no topo de Col de la Loze, em Courchevel, e tem uma vista 360º privilegiada cercada por montanhas. Como de costume, o lugar é animadíssimo e tem ótimo DJ na área externa, que também conta com cobertores e aquecedores para aliviar o frio intenso e, assim, se tornar o melhor lugar do restaurante.

    Combinado com um serviço impecável, o menu tem entradas deliciosas e conta com porções fartas, como a burrata gigante acompanhada de tomates cerejas, a pizza de queijo com trufas, as batatas fritas trufadas, entre outras opções. Os cortes bovinos Angus valem a pedida entre os principais.

    Le Cap Horn Courchevel

    Daniela Filomeno no Cap Horn, um dos mais agitados restaurantes em Courchevel / Daniela Filomeno

    Um dos restaurantes mais tradicionais de Courchevel, o Cap Horn é também um dos mais deliciosos e badalados da montanha. Na área externa, o som rola solto e as pessoas aproveitam para dançar e almoçar. A carta de vinhos é extensa e conta com mais de 500 rótulos.

    No cardápio, brilham pratos para compartilhar, como sashimi de salmão, anchovas e sardinhas acompanhadas de pão tostado, escargot, entre outras opções. Entre os principais, os cortes bovinos se sobressaem, com ótimas pedidas como o tomahawk e o black angus. Para finalizar, o Cap Horn ainda conta com um buffet de sobremesas, onde você pode comer à vontade alguns doces como tarte tatin, waffle e muito mais!

    Le Mille Sabords

    Burrata com tomate cereja e pesto com trufas negras do Le Mille Sabords / Daniela Filomeno

    Colado ao Cap Horn, quem não conhece não repara no pequeno chalé que abriga o Le Mille Sabords, joia da culinária italiana em plena região dos Alpes Franceses. Único italiano na montanha de Courchevel, tem pratos tradicionais como o saboroso Vitello Tonnato, burrata com tomate e pesto e uma seleção de massas, uma mais gostosa e tradicional que a outra. Dica: cheque a disponibilidade e experimente o penne flambado feito no Parmeggiano Regiano com trufas negras, prato apetitoso que não está no menu.

    Le Chalet de Pierres

    Localizado em Courchevel 1850, vila mais alta e luxuosa entre as outras de Courchevel, o Le Chalet de Pierres fica na beira da pista, de onde é possível observar os esquiadores descendo as montanhas através das agradáveis mesas externas.

    Com estilo de chalé de montanha, o cardápio é amplo e com opções para todos os gostos. Os frutos do mar são imperdíveis e ficam expostos em um balcão para que o cliente possa observar de pertinho. Além disso, pizzas como a de trufa, massas, peixes e carnes compõem o menu. Há ótimas opções para compartilhar, como a tostada de queijo e trufa. Delicioso!

    La Mangeoire Ski Club

    Depois de animar as noites de Courchevel 1850, o espaço onde funcionava o saudoso Nammos deu lugar ao La Mangeoire, que traz um novo chef e decoração ao local. A área externa é animada, como os demais restaurantes da montanha, mas tem um diferencial: depois que o sol vai embora e começa a ficar mais frio, o agito segue no ambiente interno – coisa rara por aqui.

    Antes de subir nas cadeiras e dançar com os DJ’s e dançarinos, encha a mesa com entradinhas imperdíveis, como o carpaccio de carne; e o frango assado inteiro de prato principal.

    Le San Marco

    O Le San Marco, em Courchevel, é um italiano pouco conhecido pela região que simplesmente amo – recomendado inclusive por amigos da Itália. O restaurante fica no Hotel Saint Joseph e serve o melhor da comida transalpina, assim como as especialidades italianas se sobressaem, a exemplo das massas (entre saborosos linguines, gnocchi e lasanhas), risoto, burrata ao pesto, pizzas diversas e vitello tonnato. Recomendo!

    Méribel e Saint-Martin de Belleville

    Restaurante do Hotel La Bouitte

    O charmoso vilarejo de Saint-Martin de Belleville é lar de uma cozinha superestrelada nos Alpes Franceses: o restaurante do Hotel La Bouitte, que possui três estrelas Michelin. O hotel em meio às montanhas possui 15 quartos personalizados e um spa requintado. Existente desde 1976, foi 20 anos depois que pai e filho, René e Maxime Meilleur, começaram a cozinhar juntos – ambos autodidatas.

    A primeira estrela do restaurante rústico e autêntico veio em 2003, com a terceira conquistada em 2015. Para tanto, os chefs se inspiram nas raízes de Savoia, e deixam de lado um pouco do fondue e raclete para colocar à mesa produtos mais frescos cultivados nos arredores do hotel. Os pratos podem ser degustados em diferentes tempos no menu-degustação ou ainda à la carte, como trufas negras com caldo de velouté, foie gras de pato e veado assado com pão de flores e ervas secas e caldo de cranberry.

    La Folie Douce Méribel-Courchevel

    Restaurante em Méribel é ponto badalado nos Alpes / Daniela Filomeno

    O La Folie Douce é o restaurante para quem quer badalar na região, já que vira uma verdadeira festa com dançarinas, shows e muitas garrafas gigantes atravessando o deck ao ar livre. Localizado em Méribel, por aqui há mesas internas, mas o agito acontece mesmo na área externa. Com uma boa carta de vinhos, o ideal é pedir porções para dividir e beliscar, para não congelar por muito tempo fora! É sem dúvidas o mais animado après-ski do Les Trois Vallées e é obrigatório reservar – como tudo pela região.

    Le Blanchot

    Descoberta deliciosa em Méribel, o Le Blanchot, na Route de l’Altiport, é um chalé na montanha que fica ao lado do aeroporto – dá para observar os aviões pousando na neve! Bem aconchegante, a comida savoyarde, ou seja, típica da montanha, é servida a um ótimo custo. Fondue e raclete são as especialidades, assim como as fritas, as batatas assadas com ervas e o tartare de boeuf se destacam.

    É uma boa alternativa para quem não quer a animação do La Folie Douce, em que dá para chegar por aqui sem necessidade de esquiar também (mas é delicioso o trajeto de volta). O restaurante conta ainda um buffet de sobremesa simples e delicioso, assim como ótima carta de vinhos e serviço.

    Maya Altitude

    Daniela Filomeno no Maya Altitude, novidade entre Méribel e Saint-Martin / Daniela Filomeno

    Entre Saint-Martin de Belleville e Méribel, abre as portas para a primeira temporada o Maya Altitude, restaurante especializado em carnes maturadas e com vista incrível. O destaque vai para seu interior, muito bem decorado e divertido, em que cada ambiente é diferente do outro.

    Especializado em carnes, o Maya Altitude tem uma geladeira de maturação e carta de vinhos enxuta mas eficiente. Se o clima permitir, a varanda tem vista linda do topo da montanha. Como este ano foi o primeiro inverno da casa, o serviço e os pratos ainda estão se adaptando, mas o lugar tem tudo para entrar para a lista dos imperdíveis no Les Trois Vallées.


    Mais Recentes da CNN