por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Casa Rios é um refúgio com comida autoral e saborosa no Tatuapé

    Na zona leste de São Paulo, o jovem casal de chefs Rodrigo Aguiar e Giovanna Perrone nos convida a experimentar pratos feitos com ingredientes do dia a dia, mas apresentados de forma totalmente fora do óbvio

    Ambiente externo do Casa Rios, no Tatuapé
    Ambiente externo do Casa Rios, no Tatuapé Tina Bini

    Tina Binido Viagem & Gastronomia

    São Paulo

    Ouvir notícia

    A Casa Rios é um convite para fugir da loucura da agitada cidade por algumas horas. Ao entrar no iluminado salão, a cozinha aberta com um belo fogão a lenha dá às boas-vindas e o tom do que esperar no menu.

    A sugestão é sentar numa das cinco cadeiras coladas na cozinha, na chamada mesa dos chefs, para acompanhar de perto o preparo dos pratos e ver a mágica acontecer. Se estiver com um grupo maior, peça uma mesa no jardim de inverno que fica no fundo da casa, um gostoso ambiente com árvore, teto de vidro e um bar de drinques.

    De volta ao menu, os amantes de pão com manteiga podem pedir o couvert da casa (R$ 32), que vem com uma broa de milho com erva-doce assada na hora no forno a lenha, e servida com manteiga defumada da casa, daquelas que dá vontade de comer pura de tão saborosa. Também acompanha um escabeche de cebola com pimentões e ervas.

    Boteco vegetal é uma das surpreendentes entradas da Casa Rios / Divulgação

    Entre as entradas, o boteco vegetal na brasa (R$ 49) é uma agradável surpresa, com couve-flor grelhada com molho de tahine de castanha do pará e sementes de girassol; cogumelos na brasa com picles de mini cebola e emulsão de cebola queimada e azeite; e o mini milho na brasa, maionese de canela e canjiquinha tostada.

    Também vale dividir entre os integrantes da mesa o ovo caipira com farofa de torresmo, emulsão de requeijão defumado da fazenda Atalaia, curau de poejo e pimenta baniwa (R$ 45); as mini lulas grelhadas servidas com vinagrete de vegetais tostados e amendoim e finalizado com emulsão aveludada de amendoim e alho (R$ 49); o refrescante crudo de peixe com saladinha de manga verde e chuchu, leite de castanha do Pará e azeite de coentro (R$ 54); e o menos diferentão, mas que também merece destaque: o pastel de angu de milho recheado com creme de queijo de cabra da Fazenda Atalaia, acompanhado de cebola glaciada com melado cítrico (R$ 34 – com quatro unidades).

    Na sequência e saindo diretamente do fogo, há pratos que podem ser compartilhados, como a costela de porco com feijão mudumbim caldoso com creme e cogumelos, minicebolas glaciadas com melado de cana, farinha de biju tostada com cebola e salada de couve fresca (R$ 215 serve duas pessoas); o arroz de costela no forno a lenha com tomate na brasa e ervas, costela curada e assada, vinagrete de abóbora com cítricos (R$ 107); e o frango caipira com arroz de cebola, emulsão de coentro e purê de cebola queimada (R$ 79).

    Durante a semana, o horário do almoço oferece um menu executivo com couvert, entrada, prato principal e sobremesa por R$ 72.

    Arroz cremoso de costela / Tina Bini

    A carta de drinques é assinada por Arthur Peres, que se descreve como um fascinado pela ideia de que “a única diferença entre a cozinha e o bar é que em uma se utiliza o fogo, enquanto em outra se utiliza o gelo na busca infinita de sabores e experiências”.

    A carta contempla 5 drinques autorais como o Maçã do Amor (R$ 39), elaborado com cachaça branca e cachaça canelinha Tiê, purê de maçã, xarope de romã e Ginger Ale. Além de coquetéis clássicos revisitados pela brasa, a exemplo do Negroni com Gin Yvy (R$ 39) terra, vermute doce e campari infusionado no abacaxi glaceado na brasa.

    R. Itapura 1327 – Tatuapé – São Paulo, SP / WhatsApp.: (11) 2091-7323 / Horários de funcionamento: terça a sexta, das 12h às 15h30 e 19h às 23h, sábado, das 12h às 16h30 e 19h às 23h, e domingo, das 12h às 16h30. Não abre às segundas-feiras.


    Mais Recentes da CNN