por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Alto Cucina traz um pedaço da Itália para o Itaim, em São Paulo

Italiano autêntico e descontraído, ideal para curtir com os amigos, abre no novo complexo gastronômico do Itaim

Alto Cucina oferece pratos para compartilhar com sotaque italiano
Alto Cucina oferece pratos para compartilhar com sotaque italiano Tina Bini

Tina Binido Viagem & Gastronomia

São Paulo

Ouvir notícia

Uma cozinha descontraída, com itens escolhidos a dedo de produtores do interior paulista, um chef italiano apaixonado pela gastronomia de seu país de origem, um sócio alucinado pela arte de comer e servir bem, um cardápio enxuto mas certeiro.

Assim é o Alto Cucina, nova casa do chef Antonio Maiolica, que tem passagem por restaurantes como os extintos Forquilha e Antonietta Cucina e a Tappo Trattoria, ao lado do Fábio Moon, sócio das badaladas Fat Cow e da recém-inaugurada Jurassic Park Burger.

Alto Cucina tem forno a lenha como grande estrela da casa / Foto: Tina Bini

No cardápio, figuram itens como a flor de abobrinha recheada com ricota fresquíssima (R$ 36 com 2 unidades); bolinho empanado e frito de macarrão cacio e pepe (R$ 38 com 2 unidades), uma iguaria típica romana; o impecável uovo al tegamino (R$ 48), um ovo caipira orgânico estalado em molho rústico de tomate, nduja (embutido calabrese levemente apimentado), burrata e manjericão acompanhado de pão bem molinho e quente para comer com as mãos. Esses são só alguns dos itens para começar a refeição.

Segue para as pizzas individuais com massas levíssimas e elásticas, como uma verdadeira pizza italiana deve ser, com recheios como a de flor de abobrinha (R$ 54), a de berinjela com com ricota de búfala (R$ 49) ou clássica margherita com mozzarella de búfala (R$ 42). Massas como a alla siciliana, com molho de tomate, berinjela, queijos grana panado e scamorza finalizado gratinado no forno a lenha (R$ 56); o gnocchi com porcini trifolati, espuma de queijo piá pé do morro, finalizado com lâminas de cogumelo eryngui cru (R$ 64) ou carnes como a cotoletta alla bolognese acompanhada de mix de folhas (R$ 68).

Pizzas individuais com massa leve e elástica, como uma autêntica pizza italiana deve ser / Foto: Tina Bini

Itens que deixam todo o perfil de visitante feliz contemplam as escolhas do chef Antonio para a nova casa. E ele deixa claro: “o conceito da casa é trazer o que se come na Itália sem frescura!”. Sentar ao redor da mesa e compartilhar com os amigos, experimentar de tudo, comer com as mãos e sentir os gostos de cada item que ele mesmo, durante a sua temporada no interior durante a quarentena, escolheu com cada produtor – que fez questão de conhecer pessoalmente.

Em sua cozinha, só embutidos e queijos artesanais, os únicos itens que são importados da Itália são a farinha e os tomates pelados. O resto ele faz questão de frisar que são 100% nacionais e que, sempre que possível, irá valorizar o que temos de melhor no entorno da cidade.

Uovo al tegamino é um dos grandes destaques da casa. Excelente entrada para compartilhar / Foto: Tina Bini

O forno a lenha, que recepciona quem entra no salão, é usado nas pizzas, claro, mas também para finalizar muitos dos pratos. O gostinho do defumado da lenha remete ao passado, ao rústico, à comida feita sem pressa no interior, e é isso que a dupla de sócios quer passar aos comensais: uma viagem sem pressa e muito saborosa pelos sabores autênticos da Itália.

Para acompanhar, vale pedir um dos drinks bem executados da casa, como o expresso martini (R$ 37) ou o alto vermute (R$ 32).

O Alto Cucina fica no terceiro andar de um complexo gastronômico no Itaim, mesmo local da hamburgueria Jurassic Park. A entrada fica quase escondida, ao lado do grande letreiro da badalada hamburgueria, onde um elevador deixa os visitantes no segundo andar. De lá, uma escada leva para o ambiente inteiro de vidro e bem iluminado do restaurante italiano.

Alto Cucina
R. Prof. Atílio Innocenti, 53 – Vila Nova Conceição, São Paulo – SP, 04538-002 / Reservas via site, clique aqui


Mais Recentes da CNN