por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

A Nova York de Sex and the City

No 23º aniversário da estreia da série, reunimos os pontos mais icônicos da cidade que foram eternizados ao longo das seis temporadas

Ouvir notícia
As personagens principais de Sex and the City tomando drinks em cena da série (Foto: reprodução/HBO)

Há 23 anos, em 6 de junho de 1998, o mundo conhecia quatro amigas que moldaram uma geração de mulheres determinadas, independentes, fashionistas e que viviam suas paixões e desilusões amorosas de forma latejante – e entre um Cosmopolitan e outro. As seis temporadas de Sex and the City, transmitidas pela HBO entre 1998 e 2004, e os dois filmes lançados anos depois, mostraram, porém, um quinto personagem tão importante e incrível quanto o elenco principal: Nova York.

A cidade é peça-chave da trama e das relações estabelecidas entre os atores e suas histórias, sendo ela mesma uma personagem no enredo. Palco de encontros e desencontros, a Nova York de Sex and The City tem as características pela qual a cidade é mundialmente conhecia: é bonita, descolada, movimentada, tem vida pulsante, mas também é violenta e cara. Mas, na série, o destino ganha brilho extra através do olhar das cinco personagens, que vivem ali de maneira apaixonada – e que nos fazem ficar ainda mais encantados pela Big Apple.

Carrie Bradshaw, protagonista interpretada por Sarah Jessica Parker, chega a declarar que NY é seu namorado – talvez o mais fiel e misterioso de todos. Já as outras personagens, Samantha Jones (Kim Cattrall), Charlotte York (Kristin Davis) e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon), vivem uma relação de altos e baixos pela metrópole, em que amor e ódio se mesclam numa combinação deliciosa de se ver.

Leia mais
De The Bold Type a Friends: conheça os cenários reais de séries famosas
Para maratonar: 8 competições culinárias no streaming
Filmes e séries para entender a família real britânica

Desfrutando de Nova York intensamente, principalmente a ilha de Manhattan, as meninas frequentaram restaurantes, bares, lojas, parques e os hotspots mais famosos que a cidade tem a oferecer. Da Ponte do Brooklyn até o Central Park, vários foram os pontos reais nas filmagens que tinham algo a acrescentar na história.

Assim, é difícil imaginar as quatro amigas, com seus sapatos de muitos dólares, saltos finos e drinks nas mãos, vivendo em qualquer outro lugar. E a boa notícia é que, mais de uma década depois do fim da série, poderemos revisitar a cidade e as personagens com a nova versão anunciada, que voltará às telas em breve – mas dessa vez sem a eterna Samantha Jones.

Com o 23º aniversário do primeiro episódio à vista, não poderíamos deixar de nos perguntar: o que resta da metrópole cintilante de Sex and the City? Confira abaixo alguns lugares nova-iorquinos frequentados e eternizados pelas personagens da série:

Apartamento de Carrie

Rua do apartamento de Carrie em Sex and the City
Visão da rua em que fica o apartamento de Carrie na série, no bairro de West Village (Foto: reprodução/Google Street View)

“Em Nova York, dizem que você sempre está à procura de um emprego, um namorado ou um apartamento”. Uma das frases mais icônicas de Carrie Bradshaw dá um gostinho de seu lifestyle nova-iorquino. E foi ali, em seu apartamento alugado, de frente para a janela, que suas badaladas colunas, verdadeiras pensatas sobre a vida, o amor e sobre os comportamentos de sua geração.

Apartamento de Carrie em Sex and the City
Carrie na janela de seu apartamento (Foto: divulgação/HBO)

Vimos Carrie subindo e descendo os degraus do apartamento inúmeras vezes, geralmente entrando e saindo de táxis e sempre a bordo de looks repletos de informações de moda e, não raro, assinados por estilistas consagrados. Embora o interior do local foi filmado em estúdio, as cenas externas foram gravadas na 64 Perry Street durante as três primeiras temporadas, antes de passar para o número 66, que fica logo ao lado. É possível visitar o bairro de West Village e conferir os degraus, sentindo-se Carrie por um dia.

Restaurantes

Comer e beber bem é quase uma tarefa obrigatória em Nova York, e as meninas de SATC sabem muito bem disso. Frequentando a alta sociedade da cidade, elas eram geralmente convidadas para inaugurações de restaurantes, bares e baladas.

E alguns locais reais da cidade tiveram papel importante ao longo dos episódios. É o caso da Cafeteria, restaurante que serve comfort food e foi cenário para a maioria dos cafés da manhã regados a muita fofoca e desabafos entre as quatro. Localizado no bairro de Chelsea, no número 119 da Sétima Avenida, o local é amplo, aberto e possui tons brancos. Que tal um um avocado toast por ali quando estiver em Manhattan?

Cafeteria, restaurante em Chelsea, em Nova York
Exterior da Cafeteria, restaurante de comfort food no bairro de Chelsea (Foto: reprodução/Instagram)

Outro local super conhecido das telinhas e das ruas nova-iorquinas é o Magnolia Bakery. Retratada na terceira temporada, foi ali que Carrie e Miranda comeram cupcakes de aparência deliciosa. Talvez não teremos tanto acesso ao guarda-roupa de Carrie, mas com certeza podemos experimentar alguns docinhos ótimos por alguns dólares. Se deseja ter uma experiência à la SATC, confira o estabelecimento da Bleecker Street.

No Central Park, o Loeb Boathouse é um local romântico e luxuoso, com mesas dispostas na área externa com vista para o lago do grande parque. Na série, Carrie se encontra com Mr. Big (Chris Noth) para um almoço na terceira temporada, o encontro após o primeiro rompimento. A cena no restaurante tornou-se emblemática, uma vez que, quando Mr. Big quase beija Carrie, os dois se desequilibram e caem dentro do lago. Tente não repetir a cena por ali!

Loeb Boathosue, NY
Restaurante Loeb Boathouse, em pleno Central Park, que foi cenário para a série (Foto: Wikimedia Commons)

Além de muitos outros locais, o Pete’s Tavern, na 129 East 18th Street, também foi um endereço importante para a trama. É ali que Miranda, de maneira informal, pede Steve (David Eigenberg) em casamento. O pub serve comida ítalo-americana no bairro de Gramercy Park.

Hotspots

Lugares badalados e que apresentavam novidades – pelo menos durante a transmissão da série – também mereciam a atenção das personagens. Um dos exemplos é a Soho House, clube exclusivo com piscinas em seu rooftop. Na série, Samantha tenta desesperadamente burlar a lista de espera e acaba entrando no local com identidade falsa e um sotaque britânico forjado. Ela é descoberta e expulsa dali junto das amigas. Localizado na 29-35 Ninth Avenue, no Meatpacking District, o local possui bares, restaurante e funciona até como hotel.

Soho House em Nova York
Soho House em Nova York, com destaque para o rooftop com piscina (Foto: Scott Beale/Laughing Squid/Flickr)

O Meatpacking Districit, inclusive, é retratado como um dos bairros mais cool e em ascensão da cidade. É pra lá que Samantha se muda logo no início da terceira temporada, em um grande e iluminado apartamento moderno. Por várias décadas, o bairro industrial abrigou matadouros e armazéns. Nos anos 1980, chegou a ser decadente e perigoso, mas acabou passando por transformações – que encareceram a região – e se tornou um dos distritos mais badalados e alternativos da cidade.

Interior do Hotel Plaza, em Nova York
Interior do The Plaza, que fica em frente ao Central Park (Foto: reprodução/Instagram)

Falando em pontos badalados, o The Plaza já é um marco em Manhattan. Inaugurado em 1907, é ali que a elite de Nova York se encontra para drinks e reuniões. Bem em frente ao Central Park, o local foi destaque no seriado em diversas ocasiões, mas o mais memorável foi quando Big partiu o coração de Carrie ao celebrar seu noivado com outra mulher, Natasha, no hotel.

Pontos turísticos

Se não quiser gastar muito, mas ainda conhecer Nova York intensamente assim como as meninas da série, vários pontos turísticos da cidade acabaram sendo explorados ao longo das temporadas.

É o caso do Chrysler Building e a Ponte do Brooklyn, que aparecem logo na vinheta de entrada de todos os 94 episódios. A saber: os ataques às Torres Gêmeas ocorreram durante um intervalo de exibição entre episódios da quarta temporada. Os créditos mostravam o World Trade Center, assim como várias passagens externas. Após os ataques, as cenas dos créditos foram substituídas por imagens do Empire State Building.

Outro parque tradicional na cidade, o Bryant Park, entre a quinta e sexta avenidas, teve várias cenas memoráveis, principalmente no primeiro filme da franquia, que estreou em 2008. Algumas passagens foram feitas em frente à Biblioteca Pública e no carrossel do parque.

A Biblioteca Pública de Nova York, inclusive, é um dos locais favoritos de Carrie e foi palco do (quase) casamento com Mr. Big também no primeiro filme. É possível visitar o interior do lindo e silencioso local e reviver em partes o trágico dia do casamento da protagonista. E lembre-se de uma das frases que mais ecoa no seriado: “Tudo é possível. Assim é Nova York”.

Mais Recentes da CNN