por: Viagem e Gastronomia Viagem e Gastronomia

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Itália inaugura museu dedicado à vida e obra do cineasta Federico Fellini

    Rimini, cidade natal do diretor, abrigará polo cultural com três instalações multiculturais e interativas

    Ouvir notícia
    O cineasta Federico Fellini (Foto: Getty Images)

    Se a comuna italiana de Rimini já encanta com suas praias e bares animados ao longo do calçadão, agora os turistas possuem mais um motivo para visitar o destino de verão. O local inaugura em 19 de agosto um museu dedicado à vida e a obra de Federico Fellini, cineasta italiano natural da cidade, localizada às margens do mar Adriático.

    O Museu Fellini se divide em três seções diferentes no centro histórico de Rimini – o Castelo Sismondo, o Cinema Fulgor (Palácio Valloni) e a Praça Malatesta – e se preocupa em “não interpretar o cinema de Fellini como obra acabada a ser homenageada, mas como a chave de tudo o que pode ser imaginado”, conforme diz o comunicado da autoridade de turismo da comuna.

    O espaço cultural combina, assim, espaços internos e externos interativos pelo centro, onde, de acordo com o governo local, €12 milhões (cerca de R$73 milhões no câmbio atual) foram financiados pelo Ministério do Patrimônio Cultural e das Atividades e Turismo da Itália.

    Leia mais
    Casarão histórico na avenida Paulista, em SP, pode abrigar novo Museu da Gastronomia
    Nintendo abrirá no Japão museu sobre sua história
    Museus online: um tour pelas principais coleções do mundo sem sair de casa

    Nascido em Rimini em 20 de janeiro de 1920, Fellini é considerado uma das maiores personalidades italianas do século XX e um dos mais importantes mestres do cinema do mundo. Suas obras, como A Doce Vida, Amarcord e Noites de Cabíria, misturam sonhos, memórias e desejos e o transformaram em um ícone da fantasia. Faleceu em 1993, em Roma, em decorrência de um ataque cardíaco.

    A seguir, conheça detalhes dos três espaços interligados que formam o Museu Fellini em Rimini:

    Castelo Sismondo

    Fortaleza datada do século XV, o Castelo Sismondo apresenta ao público sets originais usados por Fellini e a reconstrução de alguns cenários. Utilizando as mais recentes tecnologias digitais, o espaço abrigará exposições multimídia imersivas.

    Palácio Valloni – Cinema Fulgor

    cinema fulgor, rimini, italia
    Interior do Cinema Fulgor, onde Fellini frequentou quando criança (Foto: reprodução/Instagram)

    Os três andares do Cinema Fulgor vão ser a sede da Casa de Cinema, que exibirá todos os 24 filmes oficiais dirigidos por Fellini sem pausa ao longo do dia. O local possui uma história íntima com o cineasta e relação com suas obras: segundo a administração do local, quando criança, Fellini assistiu seus primeiros filmes neste cinema e, fascinado pela sétima arte, anos depois chegou até a distribuir panfletos em troca de ingressos para ele e seus amigos.

    Praça Malatesta

    Castelo Sismondo em frente da Praça Malatesta, em Rimini, locais do Museu Fellini (Foto: Getty Images)

     

     

    É uma área a céu aberto com espaços verdes que conecta os dois pontos anteriores, o castelo e o cinema. Descrito como a “praça dos sonhos”, o local receberá instalações de vídeo, mostras de realidade aumentada e programações por tempo limitado. A Praça Malatesta será renovada e projetada para também realçar o Teatro Galli, que será um dos elementos centrais do espaço e das conexões urbanas a partir do local.


    Mais Recentes da CNN